sábado, 19 de dezembro de 2009

Atualizando


Bom, continuo sem tempo para fazer as coisas que mais gosto, e uma delas é postar aqui! Então todo tempinho que sobrar vou comentando todas as coisas que aconteceram desde o dia 30 de novembro, combinado?

A primeira nota é triste, minha sogra faleceu! Ficamos muito, mas muito tristes mesmo. Tive que me segurar para poder segurar a onda de meu marido e meus filhos. Minhas crianças ficaram extremamente sentidas, nunca tinham tido essa experiência de perder alguém tão próximo e tão querido.
Ao mesmo tempo, fiquei surpresa pela maturidade e sensibilidade deles diante de toda a situação! Marido ficou extremamente triste, mas aos poucos está superando, ele não queria que sua amada mãe sofresse! Enfim, Deus sabe o que faz!

Alguns dias depois meu marido ficou dodói, teve um negócio que se chama surdez súbita. De uma hora para outra, ouviu um estalido e perdeu boa parte da audição. Fomos ao médico e ele teve que ficar de repouso físico e auditivo por 15 dias! Graças a Deus conseguiu recuperar toda a audição que havia perdido e agora está tudo bem!
Mas nesses 15 dias em que ele não podia sair de casa tive que ser também o homem da casa (levar menino na escola, pagar contas, fazer compras, etc...). Tô ultra cansada! Mas serviu para dar ainda mais valor a ele!

Mengão sagrou-se HEXA e Fluzão não caiu! Fiquei felliz!

Nos dias 12 e 13 minha filha participou da I Copa Minas Gerais de Verão de Natação Vinculada. Apesar de não ter melhorado seus tempos nas 4 provas que participou, conseguiu ganhar 3 e em uma ficou em 2º. Com todos os problemas dos últimos dias foi um excelente resultado!

No mais, as coisas continuam complicadas no trabalho! Muito serviço, pouca gente! E o que é pior sem qualquer valorização da hierarquia superior. Sinto que estou bem próxima do meu limite, estou prestes a chutar o pau da barraca! FÉRIAS VEM NIMIM!

Dia 23 entro de férias (vê se isso é dia!), aí só volto em janeiro. Mas vocês acham que vou descansar? CALARO que não! Tive que dar férias pra minha secretária, por que senão depois fica mais difícil, então estou de DO LAR e acompanhante noturna de minha mãe! Ninguém merece! O que me resta é rezar para ganhar na mega sena se eu lembrar de jogar! Minha sorte é que filhos e maridos ajudam nas tarefas, caso contrário, teria enlouquecido!

No mais, um Natal muito feliz para todos os habitantes da blogosfera! E, gente, vamos lembrar mais do significado do Natal e nos preocupar menos com os presentes e com as ceias! Reúna-se com aqueles que você ama e, se não der, renove seu carinho e seu amor por eles, através de uma palavra ou simplesmente de uma oração!

2010 tá chegando e a gente tem que se preparar para ser feliz e fazer aqueles que nos cercam mais felizes! Vamos "se jogar" gente! Vai dar certo!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Telegrama aos amigos


Muitas coisas acontecendo nos últimos dias. Cabeça cheia! Sem tempo para nada. Logo que der eu volto.
Beijos...

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Novo avatar


Adorei meu avatar novo, é a minha cara, quase um auto retrato! Calça jeans, camisa do flamengo, símbolo do superman, cabelos rebelde e meu cachorrinho!
Mas ainda acho que amigos são aqueles que não nos deixam fazer bobagens, sozinhos...

domingo, 29 de novembro de 2009

Loucos de todos os gêneros


Toda cidade tem um louco que mora nas ruas e que é quase um patrimônio municipal!

Aqui, no interior das Minas Del Rey não é exceção! Uma de nossas figuras típicas é a Maria, uma senhora gorda, bem gorda, sem nenhum dente inteiro, que se senta numa calçada de qualquer rua movimentada e fica fazendo crochê e cantando! Um dia, sem que a segurança do Fórum percebesse, Maria entrou e se acomodou nas cadeiras da assistência no salão do tribunal do júri. E lá ficou tão quieta que passou desapercebida. Então, quando é anunciada a entrada do Juiz presidente da Tribunal do Júri, que vamos chamar só de Excelência, ela aguarda que ele se sente em seu lugar de honra e, quando todos estavam em silêncio ela se levanta e grita em plenos pulmões:

-Excelência (chamando-o pelo nome e sobrenome), quando você vai passar lá em casa para ver seus filhos?Eles estão com saudades do pai!

A assistência explodiu em uma gargalhada, o homem não sabia o que fazer, os PMs presentes ficaram sem ação. E ela continuava, olhava para as pessoas e dizia?

-Você é advogado? Quer entrar com uma pensão contra ele por mim? Ele ganha bem, a gente pode dividir!

Até que um advogado mais experiente, vendo, a confusão e falta de ação e preparo dos seguranças para lidarem com a situação começou a conversar com ela e a convenceu a sair do salão. Lá fora ela continuava gesticulando e bradando em alta voz contra o "juiz safado" que "tinha enchido seu bucho" e agora "não queria assumir seus filhos"!


Por aqui tinha também a Formiguinha, uma negra pequenina, com as pernas mais tortas que as do Garrincha, mas que anda rápido prá caramba!
O velhinho que ficava "tocando" uma violinha dessas de brinquedo em frente a um grupo escolar, um dia um PM estressado quebrou sua violinha, a turba se revoltou e enquanto ele não atravessou a rua e entrou numa loja, comprou outra violinha e deu para ele, a multidão ficou cercando o lugar!


Tinha um, já falecido, do qual não me lembro o nome, que ficava na saída dos restaurantes, muito bem vestido e abordava os clientes dizendo que a CIA tinha contaminado a marca de papel higiênico X com um vírus mortal e indetectável, por que queriam se vingar dele destruíndo todos de sua cidade, tudo por que ele não quis se tornar um assassino a serviço da CIA.


Tem um que anda, gesticula e discute o tempo todo com alguém invisível, aí de reprente para na frente de um pedestre qualquer e solta um grito enorme AAAAAAHHHHHHHHHH! Daí a pouco continua a caminhar como se nada tivesse acontecido e o pedestre quase morre de susto!


Tem uma que se apresenta como filha do Antônio Ermírio de Moraes e tenta comprar um monte de coisas pedindo que a nota seja enviada para ele!


Tem um senhor negro que toca viola caipira muito bem, tem uma enorme barba branca, mas não fala uma palavra, só responde o que você pergunta cantando e, mesmo assim, às vezes, só responde quem ele simpatiza!


Tem o Tatu que se você chamá-lo pelo nome ele dá três pulinhos e sorri para você!


Tem outros mais agressivos, que nos dão medo e, de vez em quando ameaçam as pessoas, mas esses normalmente ou bebem ou usam outras drogas e normalmente não circulam durante o dia! Desses procuramos manter distância.

Tem vários outros que eu não me lembro agora!


A ação social do município e do estado de vez em quando recolhe alguns dos inofensivos e aí passam um tempo sumidos, mas mais cedo ou mais tarde reaparecem! Quando não aparecem alguém sempre tem a notícia de que morreram, foram atropelados ou qualquer coisa parecida!


É engraçado como toda a população os conhece e reconhece, mas como ninguém sabe nada deles! Tem família? Tem casa? Tem filhos? São daqui mesmo ou vieram de outros municípios? Nasceram assim? Por que chegaram a esse ponto? Podemos fazer algo por eles?


A multidão em sua loucura os vê, mas não os enxerga. São invisíveis? Somos insensíveis?
Acho que eles vivem em uma dimensão diferente da nossa, tipo universo paralelo e, para eles, os loucos somos nós!




quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Dias e DIAS


Alguns dias são muito estranhos! Hoje marido dormiu no hospital, porque minha sogra continua doentinha (se você tá chegando agora olha o post anterior "Preces" ) http://compartilhandojustme.blogspot.com/2009/11/preces.html .
Daí que minha pré adolescente, em plena pré adolescência, faz natação às 07:00 horas da manhã e a mamãe aqui ainda não tirou carteira de motorista. Ou seja, acordei de madrugada para dar tempo dela ir sem correria. Daí eu fiquei com pena daquele ser rabugento ir sozinha pela madrugada afora e resolvi ir com ela. Contudo essa entidade que às vezes domina os adolescentes e os pré, não disse uma palavra durante todo o trajeto e tromba era quase do tamanho da do elefante. (vontade de enforcar)
Minha paciência começou a minar cedo...
Deixei ela lá e o marido ligou, avisando que tava saindo do hospital, daí nos encontramos para irmos juntos e de mãos dadas pela rua até meu trabalho (loves in the air).
Depois de algumas hora sentada nesse lixo de cadeira sem ergonomia nenhuma, comecei a sentir uma dor quase insuportável no cóccis (se não conhece procura no google) e ainda tá me incomodando muito.
Prá completar o site da receita federal me informou que existem pendências no IR e eu não vou receber minha devolução agora! Se eu quiser apressar tenho que ir lá e levar todos os meus recibos! E o atendimento da receita federal é uma MERDA! ("início do desabafo" por que não fiscalizam os detentores de grandes fortunas, os senadores, deputados e grandes empresários? sou uma mera assalariada! "fim do desabafo")
Na hora do almoço a pré adolescente já tinha passado por uma sessão de exorcismo e já estava mais tratável! (Minha Linda!)
Por fim no final da tarde ainda tem mais quatro processos para desenvolver, todos "urgentes" ("desabafo" por que alguém deixou passar o tempo sem se mexer e agora eu tenho que me ferrar para dar conta do prazo "desabafo").
Enfim, à noite ainda tenho que ir com marido no médico, por que ele não gosta de ir sozinho! E hoje ainda é quinta feira!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Quer que desenha?


Eu não vou descrever os fatos que tem ocorrido em meu trabalho, porque sei que seria totalmente anti-ético (é assim que escreve na nova gramática?)! Mas falando em tese (papo de "adevogado" sô!) a coisa é mais ou menos o seguinte.
Meus chefes (leram certo, no plural) querem fazer determinada coisa, só que essa determinada coisa não pode ser feita, por uma questão básica, a lei não deixa, não permite, proíbe, e não tem brecha para interpretações!
E não fui só eu que alertei! Daí que ninguém nos escutou e continuaram tomando todas as providências para fazer o que queriam. Tipo tocaram o foda-se. E as justificativas, " ah! sempre foi feito assim!", "ce acha mesmo que alguém tá preocupado com isso?".
Bom manda quem pode! Retornei à minha insignificância e fiz cara de paisagem!
Ok, mas hoje chegou uma ordem, "porrescrito" do mega blaster chefe, ou seja o chefe dos chefes, proibindo eles de fazerem a tal coisa! Olhei prá todo mundo com aquela cara de "eu num avisei?". Acha que desistiram? Pediram para aguardar alguns dias, porque tudo pode mudar. Como assim vão fazer uma Emenda constitucional em 3 dias?
Detesto gente burra! Se cair de quatro, num levanta e se tentar falar, só vai zurrar! Aff!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Depois da tempestade ...


Graças aos céus as coisas começam a melhorar! Minha sogra teve que ser hospitalizada, mas apresentou uma melhora considerável! Ainda está muito fraquinha, mas já começamos a reconhecê-la novamente em seu ótimo astral e seu bom humor. Enfim ela está bem, e com isso todos ao seu redor ficam bem também!
Ainda não consegui resolver as questões do procedimento que minha mãe precisa, mas tenho fé que até a próxima segunda, estará tudo resolvido!
Consegui terminar as aulas da auto-escola! Ufa, que alívio! Farei prova no próximo dia 23, mas pelos simulados que fiz, acho que estou preparada!
Obrigada aos que oraram por mim e que me deram força neste momento. Continuem pedindo que sejamos iluminados e que tudo o que ocorrer seja o melhor para todos.
Brigadão! Mesmo!

sábado, 7 de novembro de 2009

Preces


Confesso que não sou muito adepta desta onda de misticismo, mas se existe isso de inferno astral, acho que estou bem no olho do furacão!


Na terça feira descobri que precisava fazer 19 aulas de legislação na auto escola até o dia 12 se quisesse fazer a prova ainda este ano. Então, o que estava seguindo a passos de tartaruga, de repente se tranformou numa maratona. 3ª feira só consegui fazer 1 aula. 4ª feira - 7 aulas. 5ª feira - 6 aulas. 6ª feira não tem aula e na 2ª feira pretendo fazer as 5 aulas restantes. Estou mega cansada!

Além disso, na 3ª e na 6ª fui a uma maratona de médicos. Na 3ª para fazer meus exames de controle e na 6ª para marcar um procedimento médico para minha mãe no hospital universitário aqui da minha cidade. Ow hospital público é o ó! Sempre que tenho que ir lá visto toda minha manta de paciência, mas mesmo assim é difícil! O médico não chega! A secretária diz para você aguardar um pouquinho que ele já deve estar chegando! Passa um monte de residentes com aquele ar de semideuses e nenhum é capaz de dar qualquer informação confiável. Para vocês teram uma idéia, fiquei lá de 09:00 às 11:00 e só descobri que o médico que eu estava esperando não iria naquele dia por que encontrei outro médico meu amigo e me disse que quem eu esperava estava em um Congresso e só voltaria na 2ª! Gente! Só por que é público não pode dar as informações confiáveis? Então 2ª lá vou eu de novo, paciência renovada, tentar novamente. Esse procedimento é o único que alivia um pouco a dor constante de minha mãe, e tem que ser repetido a cada três meses. (se vocês não leram sobre a doença da minha mãe olha lá no arquivo o post sobre a degeneração cótico basal) link: http://compartilhandojustme.blogspot.com/2009_06_01_archive.html


Mas não é só isso, o pior de tudo é que uma pessoa que amo muito e já não estava bem de saúde a algum tempo, piorou, e muito! Essa pessoa é minha sogra. Sem qualquer ironia, ADORO ela. Desde que a conheci, ela é descendente de italianos, é magra, tem uns olhos meio azulados, lindos, e um sorriso ao qual é impossível ser indiferente. Essa figura incrível completou este ano 92 anos! E sempre disse que o segredo de sua vitalidade era bom humor e a vontade de viver! Hiper carinhosa, emotiva, sem ser pedante!

Mas, a coisa de 3 meses, ela teve uma queda e quebrou o femur. A cirurgia foi ótima e a princípio, sua recuperação foi um sucesso. Só que, por ter ficado muito deitada, teve uma pneumonia e aí começaram as complicações. Não podia fazer fisioterapia, perdeu massa muscular, não conseguiu voltar a andar, passou a usar fraldas geriátricas, deprimiu, teve infecção urinária, ou seja, um entra e sai do hospital! Uma piora a cada dia, não quis mais se alimentar, está completamente apática, não reage, não conversa. Parece que cansou, desistiu. E isso tudo é muito triste! Torço para que aconteça o que for melhor para ela. Ela não merece sofrer! Rezo para que Deus faça o que for melhor, por que eu, não sei o que pedir em uma situação dessas!

sábado, 31 de outubro de 2009

Eu ri...

video
Só quem tem irmão entende!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Auto escola



Podem acreditar! E não tenho carteira de motorista! Por conta disso, resolvi me matricular em uma auto escola para tentar tirar. Fiz todos aqueles testes psicotécnicos e exames de saúde e iniciei minhas aulas de legislação.
Gente, pode ser que exista coisa igualmente chata, mas mais chato que isso, eu não conheço!
São 45 horas aula e você tem que marcar o início e o fim da aula através da marcação biométrica, (leia-se colocando o dedão naquele negocinho que fica brilhando uma luz vermelha). E, a aulas são muito, mas muito teóricas mesmo. Ou seja ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, dá sono! Terças e quintas acordo às 6:00 h da madrugada para assitir uma aula antes do trabalho, todos os dias faço só uma hora de almoço para assistir mais uma aula e chego em casa uma hora mais tarde para assistir mais uma aula. As aulas são ministradas de segunda a quinta.
Tô pegando um ódio da matéria que vocês não tem noção. Alem da parte necessária de regras de circulação, placas, penalidades, direção defensiva, ainda querem que eu conheça todo o sistema normativo de trânsito (CETRAN, CONTRAN, DENATRAN e blablabla), as funções de cada órgão, noções de primeiros socorros, noções de mecânica, de meio ambiente e de convívio social.
Mereço? Como assim? Não me importa que órgão faz o que, o que importa é saber quais as regras e o que aontece se não forem seguidas! Noções de primeiros socorros? Quem em sã consciência, que não seja habilitado para tanto vai prestar socorro em um acidente com feridos graves, tipo movimentar alguém que pode ter danos na coluna,traumas cerebral? Para que quero saber o diferença entre os sintomas de um trauma na espinha e uma concussão cerebral? Chama o serviço médico e reza para chegarem a tempo! O básico, qualquer um faz! Limpar um ferimento, afastar as pessoas no caso de fogo, etc. Noções de mecânica? Gente eu não sei manusear uma chave de fenda, se der defeito no carro eu não vou saber se é no carburador ou no pneu ou na rebimboca, vou chamar um mecânico e ficar esperando, sentadinha, ouvindo som! Meio ambiente e convívio social? Do meio ambiente me basta saber que meu carro deve estar regulado para poluir menos, o problema é que a fiscalização é falha e aí não basta o meu estar regulado e todos os outros soltarem aquela fumaça fedorenta em nossos narizes! Agora a melhor de todas! Convívio social, what's hell, mother fucker! Se alguém não aprendeu a conviver em sociedade até os dezoito anos (idade mínima para tirar carteira), não vai aprender em menos de 10 horas aulas...
Mas vamos lá! Vamos à luta! Ânimo, que depois da prova de legislação você pode esquecer tudo que foi estudado, pelo menos é o que me dizem todos os que já tem carteira.
Aí eu fico ainda mais irritada, pra que decorar tudo, se é pra esquecer depois?????????
Aff! Ninguém merece!

domingo, 18 de outubro de 2009

Lição

Recebi por e-mail e resolvi dividir com vocês!

video

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Preto e branco


Detesto essas pessoas que afirmam que quando eram mais jovens, ou crianças tudo era diferente e era melhor. Normalmente começam suas falas com expressão: "No meu tempo ..."
Mas uma coisa tenho que admitir, acho que a alguns anos atrás o mundo era mais fácil de ser entendido.
Por exemplo: Na guerra fria, você era favorável aos ianques ou aos comunistas; futebol era admirado pela arte; ladrão era ladrão; vítima era vítima; política era arte para poucos; oposição ou situação (PMDB ou ARENA); ter um diploma universitário fazia diferença; para ser músico tinha que ter talento; para ser ator idem; para ser escritor tinha que ter idéias; as crianças respeitavam os pais, os professores e eram eram respeitadas por eles; a polícia impunha respeito. Enfim, preto era preto e branco era branco.
Hoje a coisa é mais complicada.
Roman violentou uma menina de13 anos (ela disse não várias vezes). Ah, mas já passou tanto tempo! Ah, a vítima perdoou! Ah, era outra época, outros costumes! Ah, é o Polanski! E daí? Continua estuprador. Espero que seja responsabilizado pelos seus atos. E já vai tarde! Mas, tem quem defenda.
Honduras está sofrendo com uma crise política com direito a golpe de estado e estado de sítio. Mas o que o Itamaraty tem a ver com isso? Por que Zelaya está na embaixada brasileira? Alguém pode me explicar? O Brasil já tem problemas demais e soluções de menos.
A Venezuela sofre com um regime politico absolutista, do tipo que fecha canais de televisões e rádios que fazem oposição ao governo, no entanto o mesmo Itamaraty recebe afagos chavistas. Por que a liberdade hondurenha vale mais? Não sei, não entendo.
Os cubanos relatam os horrores de viver sem liberdade, sem emprego, sem dignidade e o Itamaraty e representantes do poder executivo consideram Fidel um ícone da esquerda mundial! Leiam o blog http://www.desdecuba.com/generaciony/, leiam os relatos de quem está lá! De quem conhece o regime de dentro e não apenas em teoria.
Um terrorista italiano pede asilo ao Brasil, e é concedido. Por quê? Não houveram mortos, não foi um ato terrorista? Cabe a nos julgar?
Alunos espancam professores, professores levam alunas para motéis.
Políticos roubam descaradamente e não largam o osso, e muito menos são processados ou julgados por seus atos.
Policiais se envolvem com traficantes. E os cidadãos não tem a quem recorrer!
Enfim, surgiram muitas nuances de cinza entre o preto e o branco.
Tenho que reaprender a enxergar o mundo!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Coragem!


Esse fim de semana teve competição de natação e minha primogênita participou. Gente! Mãe é bicho besta né? Sofre, torce, se entristece e comemora.
Minha filha fica muito tensa em competições. Acho que ela se sente muito cobrada! Não por mim ou pela nossa família. Não fazemos questão de resultados... Mesmo porque, a natação é encarado apenas como um esporte, não como meio de vida ou de futuro. Mas é que ela realmente nada muito bem e, na categoria dela, se destaca. Aí os outros membros da equipe da qual ela faz parte sempre esperam dela a vitória, nada menos do que isso!
Ela começou o dia já não se sentindo bem! Nervoso? Não, cólica! E ela caiu na água logo na primeira prova. Sentiu o peso! Nadou travada! Não chegou nem perto de seu tempo real, mas conseguiu chegar em segundo. Além disso ainda errou na contagem e achou que a prova tinha acabado antes do tempo, parou na borda, quando percebeu que tinha que continuar já tinha pedido valiosos segundos.
Ela chorou, ficou triste, decepcionada consigo mesmo. Sabia que podia ter ido melhor! Mas, com coragem foi fazer a outra prova da tarde e, aí, brilhou! Mostrou todo o seu potencial, marcou seu melhor tempo, ganhou com louvor.
De tudo isso, o exemplo que ficou foi de uma menina que não se deixou abater. Não é por que perdeu uma que perdeu tudo, ao contrário, criou forças e se destacou quando menos se esperava. Teve coragem de vencer! Ficou mais aliviada, mais feliz e, com certeza, aprendeu que a maior vitória é superar nossas limitações!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Brothers


Eu nasci no mesmo ano em que o homem chegou à Lua. Tenho dois imão mais velhos, ou tinha... Meu irmão mais velho tinha uma diferença de idade de 13 anos para mim e meu outro irmão 12 anos. O irmão mais velho é o objeto deste post...


Ele faleceu com 39 anos, eu estava grávida da minha primeira filha. Era hiper, ultra, mega inteligente, mas era portador de uma doeça psiquiátrica conhecida como esquizofrenia paranóide.


Tenho poucas lembranças dele durante minha primeira infância, mas o que me lembro é de um garoto lindo, cabelos negros e olhos verdes profundos, muito carinhoso e risonho. A primeira lembrança mais vívida que tenho dele e de um dia depois de uma briga de adolescente em que tinha apanhado e batido num rival, tipo briga por causa de uma garota saca? Normal na adolescência...


Bom , mas eu sempre tomava café da manhã sentada no colo dele e naquele dia eu não pude fazer isso, por que ele sentia dor. Fiquei me sentido meio sem lugar. Nessa época a doença ainda não havia mostrado as garras...


Menos de dois anos depois ele fez vestibular e foi aprovado com a maior nota na área de saúde, tinha feito prova para biologia, mas sua nota era maior do que a do pessoal aprovado em medicina e em ondoto. Logo depois do vestibular o monstro apareceu...


Não conheço a doença tecnicamente e não sei os termos científicos referente a ela. Sei apenas que a doença transformou meu irmão doce, lindo e carinhoso no Dr Jekil. Minha família foi se deteriorando. Ninguém está preparado para conviver com essa doença. Minha casa não era mais o lugar que eu mais gostava, era apenas um lugar onde eu não queria ficar... Minha mãe se perdeu atrás de tratamentos, médicos, terapias, milagres... Meu pai se fechou... A doença do meu irmão era assunto proibido. Ele ficou mais agressivo, mais violento, assustador.


Eu passei a ter medo do meu irmão. Fora da crise continuava a pessoa doce que eu conhecia, mas de repente tudo mudava. Quebrava as coisas em casa, agredia estranhos na rua, conversava com vozes que me davam medo.


Os dias passaram a ser sombrios e as noites as portas eram trancadas...


Meu irmão nunca ssumiu que era doente e precisava de tratamento. A medicação lhe era ministrada através de vários subterfúgios, dissolvidas em sucos e vitaminas.


Ele engordou, parou de ter os cuidados básicos com a higiene pessoal. Ele fedia. Fumava o dia inteiro e falva sozinho todo o tempo. Não saia de casa. Ninguém nos visitava e a gente também não ia às casas de muitas pessoas.


Meu outro irmão foi morar com uns amigos, não aguentou a barra, meus primos que viviam em nossa casa foram se afastando e de repente era só eu, minha mãe e meu pai, além de uma irmã que a vida me deu, que foi trabalhar em nossa casa quando eu tinha três anos, mas mesmo ela se casou e foi embora.


O dinheiro não sobrava, mas nada faltava em nossa casa, pleo menos nada material. Faltava paz, faltava alegria, mas isso não tinha como ter com essa espada sobre nossas cabeças.


Vi, várias vezes, meu irmão tirar sangue em meu pai e minha mãe, em mim foi só uma vez (só?). Sempre que isso ocorria ele se arrependia quando pecebia o que tinha feito, pedia perdão, prometia não fazer mais... Mas não era o meu irmão! Era a fera que habitava dentro dele que fazia isso! E a gente nunca sabia quando ela ia aparecer de novo.


Depois que meu pai morreu, eu me casei e minha mãe ficou morando com meu irmão. Um dia ela chega na minha casa de táxi, toda descabelada, com a roupa de ficar em casa, me pedindo dinheiro para pagar o táxi. Seu pescoço estava marcado pelas unhas de meu irmão. Ele tinha tentado estrangulá-la! Ela conseguiu escapar e foi me procurar para ajudá-la. Acolhi minha mãe e conversei com várias pessoas amigas, ligadas à saúde à justiça. Fiquei sabendo que não conseguiria internar meu irmão, se ele não quisesse ir. O na época deputado Paulo Delgado tinha feito uma lei que impedia a internação sem que o paciente concordasse com ela. Mas quem estava no comando era a Besta, não o meu irmão. E ela não queria ser encarcerada...


A única forma de levá-lo a tratamento seria através de uma ordem judicial. Levei minha mãe para fazer corpo de delito e demos queixa na delegacia, e enfim ele foi encaminhado para uma clínica psiquiátrica! Ficou lá por três meses e o juiz ordenou que não fosse dada alta sem o parecer do juízo. No etanto, um médico o liberou após três meses e lhe deu uma atestado afirmando que ele era"capaz e senhor de direitos e deveres". Seis dias depois meu irmão foi assassinado!


Quando ele foi internado minha mãe teve uma crise psicótica por stresse, ficou mais ou menos uns três meses fazendo uso de medicação e, quando meu irmão foi liberado, ainda não tinha condições de conviver com ele. Ela tremia de medo só de falar o nome dele. Sem encontrar ninguém em casa ele foi para casa de vários parentes que não queriam recebê-lo. Passava um dia na casa de um e era tocado para a casa de outro... Não culpo os parentes, ninguém deve se colocar em risco dessa forma...


Em uma dessa viagens pegou um ônibus interurbano e ao entar, come;cou a conversar sozinho e deu um peteleco no chapéu de um senhor de aproximadamente 70 anos que estava no ônibus. Ao descer do ônibus esse senhor desceu atrás dele e lhe deu 2 tiros pelas costas, carregou sua garrucha e deu mais dois tiros, carregou de novo e deu mais dois tiros...


Meu irmão morreu antes da chagada da ambulância e dizia que a culpa havia sido dele, que ele tinha sido o causador de tudo.


Não sei o que aconteceu com o assassino de meu irmão. Acho que na verdade ele começou a ser assassinado com a aprovação da lei do deputado Paulo Delgado e com a falta de compromisso dos médicos psiquiatras.


Qualquer leigo sabia que meu irmão ia cometer ou ser vítima de uma tragédia. Sua história se escreveu ao longo de muitos anos, mas ninguém da área médica queria se comprometer ou perder algum tempo para analisar e resolver o problema...


É muito bacana falar de internação aberta quando não se convive com o problema todos os dias. Quando não se teme pela sua vida e das pessoas que você ama.


Minha mãe quase enloqueceu com tudo isso. Graças a Deus superou.


Já fazem 14 anos que meu brother morreu. Sinto saudades, choro de saudades do meu irmão, não da Besta que às vezes dominava seu corpo e sua mente. Dessa eu não tenho boas recordações e às vezes ainda tenho pesadelos com ela!




Desculpe se houver erros de concordância, de digitação ou de português, mas é um assunto muito doído e não vou ler tudo de novo para fazer uma revisão.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Amor pra recomeçar


Amor pra recomeçar

Composição: Frejat/Mauricio Barros/Mauro Sta. Cecília

Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...

E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

IV Circuito Mineiro de Natação Vinculada 2009 - III Etapa


Então, como já falei outras vezes sou apaixonada por natação, permitam-me portanto divulgar um evento:
IV Circuito Mineiro de Natação Vinculada 2009 - III Etapa
Na minha região ocorrerá em Juiz de Fora, no Clube Bom Pastor, à partir das 09:00 horas.
É um evento bem legal, e as provas são muito disputadas, com atletas de alto nível.
Venha INCENTIVAR nossos jovens e crianças.
Mais infomações na página da Federação Aquática Mineira - FAM no endereço:
www.fam.com.br
PRESTIGIE



terça-feira, 8 de setembro de 2009

Desculpas


Aí gente desculpa por esse período sem posts, mas é que tem época que é difícil. Muito trabalho no trabalho (redundante?) e em casa, mas na próxima semana, se Deus quiser as coisas melhoram. Termino com três projetos no trabalho e acabam as provas de meus filhos.
É meus caros... não basta ser mãe...
Sempre que minha prole pede ajuda com os estudos me disponho. Deixo eles tentarem, só recorrem a mim quando não dão conta sozinhos e isso nem ocorre tanto assim.
É eles estão crescendo, ficando cada vez mais independentes. É muito legal ver eles crescerem, resolverem seus problemas...
Mas as vezes dá uma dorzinha de cotovelo..., mas logo passa.
Cada um é de um jeito e cada um é maravilhoso a seu jeito...
Tenho muito orgulho deles, acho que eles são pessoas ótimas, hiper do bem (sem corujice), têm um coração muito bom e acho, sinceramente, que vão ser adultos muito especiais, do tipo que fazem diferença na vida das pessoas com que irão conviver ao longo do caminho...
Tomara! Mas de verdade, tudo o que desejo para eles é que sejam muito, mas muito felizes mesmo.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Arre égua!


Essa semana foi DAQUELAS... Por várias vezes tive vontade de matar algumas pessoas. Mas matar bem devagarzinho... e com requintes de crueldade.
Detesto falar com pessoas que não deixam você falar! Detesto falar com pessoas que SEMPRE acham que o erro é do outro! Detesto pessoas que tem voz irritante! Detesto pessoas que usam apelidos diminutivos! Detesto pessoas que não tem argumento e aí gritam! Detesto pessoas incompetentes!
Trabalhar com gente assim é MUITOOOOOO complicado.
Mas, passou. Agora estou mais tranquila, quase uma monja budista de paciência, uma lady....
AGORA, SE AQUELA PIRANHA ENTRAR POR ESSA PORTA E DER UM SORRISINHO, EU JURO QUE MATO ELA COM COLHER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Gripe Suína (ou inlfuenza A H1N1)


Não sou nehuma autoridade em vigilância sanitária e muito menos profissional da área de saúde, portanto a opnião que vou epressar neste post e somente isso, uma opnião. Feito este aparte, vamos lá.
Claro que estou procupada com a disseminação deste novo vírus em nossa sociedade, mesmo porque tenho filhos e uma mãe idosa. Temos sim que ter cautela e ser mais rigorosos com nossos hábitos de higiene e procurar evitar situações de risco (aglomerações, ambientes fechados, viagens para locais onde a epidemia já se instalou, etc).
BUT, HELLOO! As cenas de pânico que tenho visto na mídia e mesmo nas ruas, são ridículas, para dizer verdade, seriam cômicas se não fossem trágicas.
Pessoas andando de máscaras nas ruas, escolas que adiam por várias vezes o início das aulas. Hoje, no ponto de ônibus, duas jovens senhoras estavam de máscaras, o trágico e que com elas tinham duas crianças de no máximo três anos de idade que brincavam refesteladas no chão, sem qualquer receio de manterem contato com as bactérias e vírus daquele chão de ponto de ônibus!
Não é só a gripe suína que mata, nos rincões e também nos grandes centros deste país, APOSTO que continua morrendo muita mais gente de meningite, sarampo, doença de chagas, tuberculose, pneumonia, infarto, fome, miséria, etc e, pasmem, NENHUMA LINHA DA MÍDIA SOBRE ISSO. O que dá IBOPE é a nova gripe. Então a gente conclui que o problema não é as pessoas estarem doentes ou morrendo, o legal é ficar contando quanta gente foi contaminada, quantos morreram em decorrência do novo vírus. E os vírus e bactérias velhos? Ah!, esses não dão manchete!
Volto a afirmar, a nova gripe é motivo de preocupação sim! Mas não adianta esse clima de alarmismo e pânico gerado pelos números noticiados diariamente, o que importa e que as autoridades gestoras da saúde pública se preparem para tratar os casos da nova gripe que surgirem, mas se a cada espirro, a cada tossida, todo mundo correr para o posto de saúde ou para o hospital, estaremos contribuindo para o caos, que diga-se de passagem falta muito pouco (será?) para se instalar na saúde pública deste país. Não acreditem em tudo que vira notícia, procurem pesquisar e se informar sobre as formas de transmissão e de prevenção.
Cuidados com a higiene, boa alimentação, lugares arejados e bem ventilados, informação de qualidade e muito bom senso.
Caso se verifique os sintomas da gripe suína procure um médico, mas enquanto isso, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.
Para quem quiser se informar mais este site é bem completo.

www.combateagripesuina.com.br

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Homenagem aos povos latino americanos!


Marchando Al Frente
Renato Teixeira/Almir Sater - Versão: Antonio Tarrago Ros

Ando com el paso lento

Yo ya tuve prisa

Y llevo esta sonrisa

Porque ya llore demas

Hoy yo me siento mas fuerte

Mas feliz

Quien sabe

Y llevo la certeza

De que yo muy poco sé

O nada sé

Voy marchando al frente

Para vivir

Voy marchando al frente

El camino es largo

Para seguir

Es preciso amor

Para poder cantar

Es preciso lluvia

Para brotar

Es preciso paz

Para sonreir

Pienso que cumplir la vida

Sea simplemente

Compreender la marcha

E ir marchando al frente

Como um tropero

Viejo

Llevando la tropa

Voy andando dias

Y por el camino voy

Camino soy

Todo el mundo ama un dia

Todo el mundo llora

Um dia nos llegamos

Y despues nos vamos

Cada uno de nosostros

Escribe su historia

Y cada se em si

Carga el don de ser capaz

Y ser feliz

Dedicado a todo o povo que sofre e luta em nossa América Latina.

No se desanime, existe la libertad para brillar!


terça-feira, 4 de agosto de 2009

Quarto lugar!


Neste domingo, assitindo as finais do campenonato de Roma de esportes aquáticos (pela TV a cabo), foi inevitável divagar sobre a dor e a delícia o quarto lugar.
Ao ver a fisionomia inegavelmente triste do Thiago Pereira ao sair da prova de 400 medley que terminou em quarto lugar. Ninguém perguntou para ele como era a emoção de bater mais um recorde sul-americano (que já era dele), ou como era a satisfação de melhorar seu tempo em quase 3 segundos mesmo após uma lesão ocorida em maio e que o deixou fora dos treinamentos por quase 1 mês. Mas, (sempre o mas) vários jornalistas o procuraram para saber o que deu errado, por que mais uma vez o quarto lugar (pra quem não se lembra essa foi sua colocação nas olimpíadas e na prova anterior de 200 medely).
Naquele momento fiquei admirada do controle e educação que aquele menino de 22 anos demonstrou. Ele falou sobre a dificuldade de treinar lesionado, apontou algumas falhas em suas transições de nado e falou em perseverança, em foco e dedicação no treinamento, agradeceu aos seus treinadores e despediu-se com um belo sorriso no rosto. Um sorriso de alguém que saiu de um país com nenhum apoio ao esporte olímpico e com uma dose enorme de esforço pessoal tem conseguido resultados MARAVILHOSOS.
Não resisto comentar que esta atitude é totalmente diferente daquele lateral mimando, que infelizmente veste o manto sagrado do mengão, que nesse fim de semana nos proporcionou a mais lamentável das cenas ao xingar a torcida na comemoração de um gol por que tinha sido vaiado em função de seu desempenho pífio em relação à sua remuneração absurda.
Sabe-se lá o que é ser quarto lugar numa olimpíada, num mundial? É ser o quarto melhor no mundo naquela prova, e isso não é pouco não!
O Thiago Pereira faz parte de uma nova geração de nadadores, que cresceram vendo Gustavo Borges, Xuxa entre outros iniciarem o interesse popular pela natação. Mas o interesse só nasce com o êxito, então foram necessárias várias medalhas olímpicas e mundiais para que o povo brasileiro percebesse: YES, NÓS TEMOS NADADORES! e mais: YES, NÓS TEMOS ATLETAS QUE REPRESENTAM O PAÍS COM ORGULHO E EDUCAÇÃO!
Não sou contrária ao apoio dado ao futebol no Brasil, acredito, sim, que somos a pátria de chuteiras e defendo a supremacia brasileira nos gramados mundiais. Mas fico envergonhada com a falta de apoio aos outros esportes, a falta de conhecimento e de divulgação dos feitos esportivos de nossos atletas. Tudo o que se sonha é que o esporte olímpico seja tratado com dignidade e respeito e que os atletas sejam reconhecidos pelo esforço e pela dedicação. A prática do esporte olímpico na infância é o grande responsável por manter várias crianças longe das influência do tráfico, do trabalho escravo e pela formação cidadã de várias gerações. Ressalte-se que esse trabalh é desenvolvido em sua maior parte sem qualque appoio governamental ou das confedeações esportivas.
O Thiago Pereira saiu da piscina na frente de franceses, japoneses, canadenses e outros, que tem toda estrutura de formação de atleta no país de origem. Thiago, Cielo eoutros tem de abrir mão do convívio com a família e amigos para passar temporadas treinando em outro país se quiserem manter bons resultados.
Por enquanto a vitória dos nadadores nas piscinas são vitórias individuais, são resultado conseguidos com base no investimento e suor de famílias, de amigos e poucos clubes. Nada tem a ver com investimento de um governo, de uma nação, ou de uma confederação.
PARABÉNS THIAGO, VOCÊ O QUARTO MELHOR DO MUNDO! Orgulhe-se disso! Como diz sua mãe: VAI THIAGO!!!!!!!!!!
Parabéns atletas brasileiros vocês são todos campeões!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mundial de Roma - Valeu Brasil


A equipe brasileira não tem decepcionado no mundial de esportes aquáticos que esta acontecendo em Roma. No momento temos três medalhas, 1 de outro (valeu Cezão), 1 de prata (parabéns Felipe) e 1 de bronze (mas você é de ouro Poliana).
São resultados realmente muito expressivos e ainda mais se considerarmos o apoio que os esportes olímpicos tem no Brasil, ou seja, NENHUM!
Mas isso é assunto para outra hora, agora é comemorar e continuar torcendo, amanhã tem mais touca verde e amarela na piscina. César Cielo vai buscar mais uma medalha nos 50 livre, Gabriel Mangabeira está na final dos 100 borboleta e Daynara Paula surpreendeu e conseguiu uma vaga na final dos 50 borboleta. Se o resultado já é histórico hoje, pode ser melhor ainda a partir de amanhã.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Se


Se o desejo não é ardente,
se o sexo não é pulsante,
se a loucura não enlouquece,
e a dor não entorpece
e a intensidade é moderada;
se a saudade não machuca,
se a alegria não faz sorrir,
se a tristeza não deprime,
e não se contam os minutos da ausência,
e os momentos juntos não voam,
e, se o calor é morno,
e não há mais supresas,
e se o aborrecimento é constante;
não se engane,
não se corrompa,
não se ampute,
não se entregue,
não se satisfaça com menos...
Busque, ame, aproveite, divirta-se, seja feliz!
Como peregrino que encontra uma fonte no deserto,
como criança de férias na casa de primos queridos,
como a novidade de quem vai ao mar pela primeira vez,
como quem ama e é amado,
como quem busca, e sabe, ser feliz todo dia ...

segunda-feira, 6 de julho de 2009

ONG SORRISO



ONG SORRISO - LÁBIO LEPORINO

A ONG Sorriso faz um um trabalho super bonito no mundo todo e eles estão a caminho do Brasil, no inicio de agosto, fazendo uma triagem para cirurgias gratuitas em crianças.
AVISEM SEUS CONHECIDOS.
De repente a gente consegue ajudar alguém!
OBRIGADO POR
REPASSAR.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

O que você faz? NADA!


Uma coisa que tem me feito muito bem ultimamanete é: NADAR! Verdade!

O contato com a água é muito relaxante e, apesar de estar acima do peso, me sinto muito bem nadando.

Sempre gostei de natação. mas nunca fui uma atleta. Quando criança, aprendi a nadar, mas nunca desenvolvi qualquer técnica. Há mais ou menos dois anos, resolvi voltar a fazer natação e agora, desde o início do ano, estou conseguindo treinar sem interrupções. É muito bom! Estou começando a aprender nadar peito e broboleta! Que sucesso! Tô adorando!

Independente da atividade física, mexa-se! É muito bom! A gente fica mais animada e é um tempo em que você está se dedicando a você mesmo. É muito gostoso...

Até o fim do ano estou pensando em começar a pedalar também, mas aí já é outra história...

Então aí vai um pouquinho da história da natação!


Habilidade Inata

A natação é praticamente uma capacidade inata dos animais, incluindo o homem, que pode ter percebido essa capacidade observando outras espécies ou devido a dificuldades causadas por fenômenos naturais. Acredita-se que essa habilidade inata possa ter sido de grande valia na luta evolutiva humana, pois sabe-se que desde a pré-história, o homem já nadava, para recolher alimentos ou em momentos de outras necessidades, como por exemplo, para fugir de um perigo em terra, lançando-se no meio líquido e nele se deslocando.

Estudos arqueológicos comprovam que há 5.000 anos na Índia, na localidade de Mahenjoara, existiram piscinas com aquecimento, da mesma forma que baixos relevos assírios retratam estilos rudimentares da “braçada clássica”, utilizada por soldados no Eufrates. A própria educação do Egito Antigo, há cerca de 3.000 anos, indica a existência de professores de natação para as crianças nobres.

A civilização clássica grega aponta a presença de associação de provas de natação nos Jogos Istmicos, disputados em homenagem a Poseidon. Com o renascimento a natação retomou seu prestígio e consta que Guths Muths organizou as primeiras competições de natação no mundo moderno.

Na Inglaterra , desde 1839 o esporte tem caráter competitivo, a existência de associações desportivas praticando natação como esporte competitivo é maior confirmação disto, sendo certo que apenas em 1869 surgiu a Associação de Natação Amadora.

Quando a primeira olimpíada da era moderna foi realizada, a natação fez parte do rol dos desportos olímpicos selecionados pelo Barão de Coubertim, e, finalmente, em 1908, foi fundada a FINA (Federação Internacional de Natation Amateur). As primeiras competições consistia, apenas no nado de peito clássico.


A Natação no Brasil

Em 1898, o clube de Natação e Regatas promoveu o I Campeonato Brasileiro, na distância aproximada de 1.500m, entre a Fortaleza de Villegaignon e a Praia de Santa Luzia.

Mas foi em 31 de julho de 1897, que a natação foi introduzida oficialmente no Brasil com a fundação da União de Regatas fluminense pelos clubes Botafogo, Gragoatá, Icaraí e Flamengo. Mais tarde foi chamada de Conselho Superior de Regatas e Federação brasileira das Sociedades de Remo.

Em 1908, quando aconteceram em Montevidéu, as primeiras provas internacionais na América do Sul, graças a Abraão Saliture, o Brasil conquistou as primeiras vitórias internacionais, vencendo as provas de 100m e 500m livre.

Em 1912, a natação foi então regulamentada pela Federação Brasileira das Sociedades de Remo quando o campeonato brasileiro, além dos 1500 m. nado livre, também foram disputadas provas de 100m para estreantes, 600m para seniors e 200m para juniores.

Em 1914, o esporte e as competições no Brasil começaram a ser controladas pela Confederação Brasileira de Desportos.

Em 1920, na Antuérpia, o Brasil fez sua estréia em Jogos Olímpicos.

Em 1922, acontece no Rio de Janeiro os Jogos Latino-Americanos em que o Brasil se tornou campeão. Nesta ocasião foi entregue a primeira taça de natação na prova dos 100m nado livre, vencida pela nadadora Violeta Coelho.

Inicialmente, as provas de natação eram realizadas em rios. O Tietê foi local de célebres competições. As travessias realizadas nesse rio eram bastante populares. Em 1923, a Associação Atlética São Paulo, uma das entidades fundadoras da Federação Paulista de Natação – FPN – inaugurou a primeira piscina para competições no Estado.

Em 1932, Nos Jogos Olímpicos de Los Angeles (EUA) o Brasil entrou para a história com Maria Lenk, como a primeira mulher da América Latina a participar de uma Olímpíada. Além disso, foi pioneira no nado borboleta entre as mulheres da natação mundial.

A antiga CBN – Confederação Brasileira de Natação – se transformou em Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos – CBDA – em 1988 com a entrada do atual presidente Coaracy Nunes Filho, que entendeu que o nome da entidade deveria refletir todas as modalidades por ela representadas – natação, nado sincronizado, pólo aquático, saltos ornamentais e maratonas aquáticas.

Em 1988, 3 mil atletas constavam nos cadastros da CBDA. Hoje, a Confederação tem mais de 65 mil atletas cadastrados, 3 mil clubes e 27 Federações Estaduais e um calendário com centenas de eventos nacionais e dezenas de competições internacionais por ano.

Atualmente, o Brasil possui diversos atletas de nível internacional e o maior de todos é, sem dúvida, Gustavo Borges, dono de 04 medalhas olímpicas e, juntamente com Torben Grael, o atleta brasileiro mais premiado em Jogos Olímpicos. Além disso, a equipe de revezamento 4x100m livre foi duas vezes campeã mundial em piscinas de 25m e medalha de bronze nas Olimpíadas de Sydney, 2000.

A natação brasileira progrediu muito, o interesse do público e as performances atingidas pelos nadadores contribuem, em muito, para essa ascensão.


Atletas da Natação Brasileira

Pode-se dizer que o primeiro atleta brasileiro foi Abraão Saliture, que em 1898, venceu o I Campeonato Brasileiro, na distância aproximada de 1.500m, entre a Fortaleza de Villegaignon e a Praia de Santa Luzia. Em 1908, graças a Abraão Saliture o Brasil conquistou as primeiras vitórias internacionais, vencendo as provas de 100m e 500m livre em Montevidéu, onde foram realizadas as primeiras provas internacionais na América do Sul.

Ângelo Gammaro e Orlando Amêndoa fizeram parte da estréia da natação brasileira nas Olimpíadas em 1920, na Antuérpia, mas infelizmente não conquistaram nenhuma medalha.

Em 1935, as mulheres entraram oficialmente nas competições, Maria Lenk e Piedade Coutinho destacaram-se na modalidade. Maria Lenk, com apenas dezessete anos, foi a primeira mulher sul-americana a competir em Olimpíadas, sendo que nas Olimpíadas de 1936, em Berlim, Maria Lenk foi semifinalista nos 200m costas, enquanto João Havelange, então atleta do Espéria, nadou os 400m e os 1500m.

Nos jogos de Londres em 1948, Willy Otto Jordan, do E.C. Pinheiros, foi o sexto colocado nos 200m peito. Pela primeira vez, a natação masculina do Brasil chegou a uma final olímpica.

Finalmente, após 32 anos da primeira participação em Jogos Olímpicos, o Brasil pôde ver um de seus atletas subir ao podium. Tetsuo Okamoto, nadador do Yara Clube Marília, foi o terceiro nos 1500m livre, colocação que Manoel dos Santos, E.C. Pinheiros, repetiu em Roma, 1960, nos 100m do mesmo estilo.

Um ano mais tarde, o nadador tornou-se recordista mundial da prova. Um novo longo período de jejum ocorreu, depois dessas conquistas, o Brasil só voltou a se destacar na década de 1980, com a medalha de bronze no revezamento 4x200m livre nos Jogos Olímpicos de Moscou e, principalmente, em 1982, quando o paulista Ricardo Prado tornou-se o único brasileiro, até hoje, a vencer um campeonato mundial em piscina longa, em Guaiaquil no Equador, com direito ao recorde mundial dos 400m medley.

Entre os atletas contemporâneos, o Brasil possui diversos atletas de nível internacional, entre os quais encontramos Gustavo Borges, dono de 4 medalhas olímpicas e, juntamente com Torben Grael, o atleta brasileiro mais premiado em Jogos Olímpicos.

É importante ressaltar que a natação em piscinas não eliminou a modalidade realizada em águas abertas. Após algumas tentativas frustradas em 1957, no ano seguinte, Abílio Couto foi o primeiro brasileiro a atravessar a nado o Canal da Mancha, tornando-se um dos primeiros mitos da natação brasileira. A travessia do Canal da Mancha representa a maior façanha em todo o mundo de um nadador de águas abertas.

Abílio Couto prosseguiu com suas conquistas. Realizando sua segunda travessia na prova mais importante da modalidade, em 1959, bateu o recorde mundial da travessia do Canal da Mancha no sentido Inglaterra-França com o tempo de 12h49min. Catorze dias após bater o recorde da travessia, Abílio disputou a etapa do Canal da Mancha válida pelo campeonato mundial de natação em águas abertas e venceu a prova que foi disputada por atletas profissionais (Abílio era amador).

Em 1961, Manuel dos Santos superou o recorde dos 100m em piscina longa com 53.60. Sete anos depois, Silvio Fiolo era o novo recordista mundial dos 100m peito, com o tempo de 1:06.40.

A era de prata chega nos Jogos de Los Angeles, em 1984, com Ricardo Prado, que entra para a história do esporte nacional ao conquistar o segundo lugar nos 400 m medley, com o tempo de 4m18s45. Mas antes disso, Pradinho (como era chamado na época) conseguiu o título e recorde mundial dos 400m medley em Guayaquil, no dia 2 de agosto de 1982 com a marca de 4:19.78.

Gustavo Borges, Fernando Scherer, Alexandre Massura e André Cordeiro (Equipe de revezamento 4x100m livre masculino) bicampeã mundial em piscina curta e Quarta colocada nos Jogos Olímpicos de Atlanta.

Gustavo Borges é o maior medalhista olímpico brasileiro consagrando-se por ser o primeiro atleta brasileiro a conquistar três medalhas em Olimpíadas. Em Barcelona, em 1992, ele foi vice-campeão nos 100m livre com 49s43.

Nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, Gustavo subiu no pódio para receber a medalha de prata pelos 200 m livre, 1m48s08, e o bronze, pelos 100 m livre, 49s02. Além de Gustavo Borges, a Olimpíada de Atlanta fez outro medalhista brasileiro, Fernando Scherer, que conquistou bronze nos 50m livre com a marca de 22s29.

Nos Jogos de Sydney, Rogério Romero, que completava sua quarta participação em Jogos Olímpicos, ficou com a sétima colocação nos 200m costas e com o tempo de 1:59.27.

Na memória dos brasileiros os Jogos Olímpicos na China em 2008 vão fazer lembrar de César Cielo. Com uma vitória nos 50 m livre, ele se tornou o primeiro medalhista de ouro do Brasil nas piscinas. Cielo ainda trouxe na bagagem uma medalha de bronze nos 100 m livre.

Ao nadar os 50 m da piscina olímpica em 21s30, apenas dois centésimos acima do recorde mundial, o nadador brasileiro definiu a nova marca olímpica da prova e conquistou o primeiro ouro do Brasil na competição. Depois ainda viriam Maurren Maggi, no salto em distância, e o time de vôlei feminino.

"Entre todos que entraram na final (dos 50 m livre), qualquer um podia vencer. Fiquei focado na minha raia, fui buscar meu melhor. Não olhei em volta. E foi meu dia de sorte, meu melhor foi suficiente", comentou o brasileiro.

O país ainda teve mais uma marca histórica na natação para guardar nesta edição dos Jogos Olímpicos. Ana Marcela, que terminou em quinto lugar na classificação da maratona aquática, igualou a melhor posição de uma brasileira em todas as Olimpíadas já disputadas (Joanna Maranhão foi quinta nos 400 m medley em Atenas-2004). Thiago Pereira, que era esperança depois das medalhas nos Jogos Pan-Americanos, teve como melhor resultado o quarto lugar na final dos 200 m medley.

Mas não é apenas em Jogos Olímpicos que os nadadores brasileiros se destacam. A participação da equipe brasileira de natação no Pan-Americano do Rio de Janeiro também garantiu um lugar especial na história da natação brasileira. Entre as 27 medalhas conquistadas pelos atletas brasileiros de diversas modalidades, sete foram da natação: duas de ouro, duas de prata e três de bronze.

César Cielo estabeleceu um novo recorde pan-americano para a prova dos 50m livre e ficou a centésimos de bater o mundial, estabelecido pelo russo Alexander Popov. Na prova mais rápida da natação, o brasileiro conquistou o ouro com o tempo de 21s84. O brasileiro Nicholas Santos chegou em segundo, conquistando a prata, com o tempo de 22s18. George Bovell, de Trinidad e Tobago, ficou com o bronze, com 22s36. Este é o terceiro ouro de Cielo, que ganhou também os 100m livre e o revezamento 4x100m livre.

Cielo ainda conquistou a prata no revezamento 4x100m medley, prova disputada com Thiago Pereira, Henrique Barbosa e Kaio Márcio Almeida. A prova foi vencida pelos americanos Randall Bal, Mark Gangloff, Ricky Berens e Andy Grant, que estabeleceram o novo recorde pan-americano, com o tempo de 3min34seg37.

Nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, a brasileira Flávia Delaroli chegou em terceiro lugar, com 55s84, e conquistou a medalha de bronze. O revezamento feminino 4x100m medley também conquistou o bronze.

Thiago Pereira depois de conquistar seis medalhas de ouro, igualando o recorde do ginasta cubano Eric Lopez, Thiago Pereira conquistou medalhas de prata e bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. Segundo colocado no revezamento 4x100m medley (ao lado de Cesar Cielo, Henrique Barbosa, Kaio Márcio), Thiago também subiu ao pódio nos 100m costas. Ele completou a prova em 54s75, chegando atrás dos americanos Randall Bal (que estabeleceu o novo recorde pan-americano da prova, com o tempo de 53s66) e Peter Marshall (54s64), que conquistaram, respectivamente, o ouro e a prata. Leonardo Guedes terminou esta prova em 5º lugar, com o tempo de 56s13.

Com o resultado, Thiago torna-se o recordista em medalhas numa mesma edição dos Jogos. O brasileiro superou a marca do compatriota e ex-nadador Djan Madruga e do ex-ginasta cubano Eric Lopez, que haviam conquistado seis medalhas – Madruga teve três pratas e três bronzes em San Juan/1979 e Lopez teve seis ouros em Santo Domingo/2003.

Não é sem razão que a natação, depois do atletismo, é considerada o esporte olímpico mais importante e também um dos esportes mais tradicionais do mundo.

Da necessidade de sobreviver às competições, a natação não apenas evoluiu e tornou-se um exercício considerado um dos mais completos, podendo ser praticado como divertimento ou modalidade esportiva, mas também conquistou um lugar de destaque na história do esporte. A natação é sem dúvida nenhuma uma forma de unir o útil ao agradável, ou seja, uma garantia de boa saúde e uma forma de preservar o bem-estar físico e mental.


Benefícios da Natação

Desde cedo as crianças devem ser incentivadas a exercerem alguma atividade física. As vantagens de um esporte iniciado logo cedo são inúmeras. A natação é uma excelente dica ao público infantil.

Você quer saber alguns dos benefícios proporcionados pelas atividades físicas?

Então vamos lá: melhora a capacidade cardiorrespiratória, o tônus, a coordenação, o equilíbrio, a agilidade, a força, a velocidade, desenvolve habilidades psicomotoras como a lateralidade, as percepções tátil, auditiva e visual, as noções espacial, temporal e de ritmo, sociabilidade e autoconfiança.

Crianças iniciadas em um programa de adaptação ao meio líquido em idade pré-escolar têm um rendimento mais satisfatório em seu processo de alfabetização. Não é de se espantar quando se fala que a natação é um esporte completo. Esse esporte também melhora a resistência do organismo e ajuda na prevenção e recuperação de doenças como asma, bronquite e problemas ortopédicos.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Be a Lion

Michael Jackson

There is a place we'll go,
Where there is mostly quiet;
Flowers and butterflies,
A rainbow lives beside it.

And from a velvet sky,
A summer storm;
You can feel the coolness in the air
But you're still warm,
And then a mighty roar
Will start the sky to cryin';
But not even lightening
Will be frightening to my lion.

And with no fear inside,
No need to run, no need to hide,
You're standing strong and tall,
You're the bravest of them all
If on courage we must call,
Then just keep on tryin'
And tryin' and tryin'-
You're a lion,
In your own way, be a lion.

Come on, be a lion!

I'm standing strong and tall!

You're the bravest of them all!

If on courage you must call-

Keep on trying and...

Trying and trying...

I'm a lion!

In my own way, I'm a lion!


Be a lion (tradução)

Michael Jackson

Seja um leão


Há um lugar que nós iremos,
Que é principalmente quieto;
Flores e borboletas,
Um arco-íris vive lá atrás.

E de um céu de veludo,
Uma tempestade de verão;
Você pode sentir a frieza no ar
Mas você ainda está aquecida,
E então um rugido poderoso
O céu vai começar a chorar;
Mas nem mesmo um relâmpago
Vai ser assustador para o meu leão.

E sem nenhum medo por dentro,
Sem necessidade de correr, sem necessidade de se esconder,
Você está de pé, forte e alto,
Você é o mais bravo de todos eles
Se devemos chamar de coragem,
Então continue tentando
e tentando e tentando
VocÊ é um leão,
Do seu próprio jeito, Seja um leão.

Vamos lá, seja um leão!

Eu estou parado de pé, forte e alto!

Você é o mais bravo de todos eles!

Se devemos chamar de coragem

Continue tentando e...

tentando e tentando...

Eu sou um leão!

Do meu próprio jeito, eu sou um leão"




Sem qualquer crítica ou endeusamento, esse post é uma homenagem para um grande artista que em alguns momentos fez nossos sábados à noite mais alegres!

Degeneração Córtico Basal? O que é isso


Essa foi a minha reação quando o neurologista deu o diagnóstico de minha mãe. Minha mãe sempre foi muito independente, daquelas que fazem tudo sozinha, mas há alguns anos vinha apresentando alguns problemas com o braço direito. Começou com uma pequena dormência no dedão, evoluiu para a perda de funções da mão (capacidade de pegar, assinar, etc) e um tremor que iniciou leve e aumentou ao longo do tempo.

Hoje, cinco anos depois dos primeiros sintomas, minha mãe já não anda mais sem apoio (sem alguém escorando), não come mais sozinha, não toma banho sozinha, enfim, é completamente dependente.

Logo ela, tão senhora de si, tão orgulhosa, tão cheia de ego, de gênio difícil, de convivência mais difícil ainda, típica senhora da razão.

Agora, ela continua sendo de gênio difícil e de convivência mais difícil ainda. Passou a morar comigo, eu tive de arrumar algumas pessoas para me ajudar e ela não aceita de jeito nenhum, trata as pessoas mal, dá piti, enfim, me deixa louca...

Há um ano que eu convivo com essa situação e, confesso, tô de saco cheio...

ADORO minha mãe, mas a barra é muito pesada... Sou casada, tenho filhos pré adolescentes, tenho um marido, tenho um emprego, tenho minha vida... Sou uma pessoa, preciso de um tempo para mim, HELP!

Minha sorte é que meus filhos e meu marido são maravilhosos, me ajudam muito, trabalho com pessoas que são sensíveis à situação que vivo e, além disso, as pessoas que me ajudam nisso tudo são ótimas.

Mas tem horas que dá vontade de desistir, de entregar os pontos...

É uma luta sem fim, não existe glória nesta batalha, não existe compensação ou valorização, só cobrança, só amolação, só cansaço... Tem horas que dá uma sensação de solidão que chega a doer... é horrível!

Como eu disse minha mãe tem um gênio muito ruim e de vez em quando ( com uma freqüência cada vez maior), ofende as pessoas que me ajudam a cuidar dela. Mas ofende de verdade, com palavrões e tudo. Fico extremamente desgastada com toda essa situação. E, como sempre, tenho que atacar de bombeira, apagando o fogo, senão quem mais se prejudica nessa história sou eu. É phoda!

Mas, tudo bem! Vamos levando, enquanto der, vamo que vamo!

Ah! Respondendo a pergunta lá do início, Degeneração Córtico Basal, como o próprio nome diz é uma doença degenerativa progressiva que ataca a base do córtex cerebral. É uma doença demencial como o Alzheimer ou o Parkinson, mas tem como característica a perda progressiva das funções de um ou mais membros, é também conhecida com Parkisionismo Atípico e popularmente chamada de “Síndrome da mão alienígena”ou do “membro alienígena”, por que o paciente tem a sensação de que o membro afetado não lhe pertence, que é controlado por uma força externa ao corpo. Segundo os médicos, ainda não se conhecem as causas dessas doenças degenerativas, conhece-se as conseqüências e os tratamento são meros paliativos que buscam proporcionar uma melhor qualidade de vida para os pacientes. Quem quiser conhecer uma pouco mais sobre a doença vai ter trabalho, não se encontram muitas informações na web mas os sites www.neurologia.com e www.fleury.com.br podem ajudar.

Até a próxima!

terça-feira, 23 de junho de 2009


Tô precisando de férias, URGENTE! Na verdade, acho que tô meio de saco cheio...
Tem muita gente que trabalha comigo de quem eu gosto muuuuuiiiiittttooo, de verdade! Agora tem muitos aqui que dariam uma excelente fogueira! Ainda mais nessa época de festas jun(l)inas, pelo menos iam servir para alguma coisa. Já repararam que tem gente que não produz nada a não ser críticas ao trabalho alheio? E que essa mesma gente não dá uma sugestão mas adora apontar os problemas? E que muitas vezes nem tem problema mas essa gente cria um só para aparecer?
Ow, PHODA!
Deus me livre de ser assim um dia! Quando eu achar que não tenho mais nenhuma contribuição para dar, finjo que vou cagar e dou o fora!
Gosto muito do meu trabalho e procuro ser o mais profissional possível, mas tem "gentens" que me tiram do sério!
FUI.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Futebol


Eu sempre gostei muito de futebol! Meu pai era jogador em minha cidade natal e desde muito menina eu o acompanhava em vários jogos. As primeiras lembranças de minha infância são da festa do Tri em 70.
Além disso meus dois irmãos também gostavam muito de futebol. Lá em casa eram dois vascaínos - meu irmão mais velho e meu pai, dois flamenguistas - eu e meu outro irmão e uma fluminense - minha mãe. Já imaginaram final de campeonato carioca lá em casa? Sempre foi muito divertido...
Tenho ótimas recordações de meu pai ligadas a futebol. Tipo, quando ele bebia uma cervejinha a mais e ficava xingando o juiz agarrado no alambrado. Ou quando, mesmo sem beber, ele xingava o juiz lá da arquibancada. Nesses momentos me sentia tão perto dele, me divertia tanto com ele...
Mas enfim, para quem gosta de futebol o fim de semana foi ótimo. Brasil 3X0 na Itália(vecchia signora), e jogando um bolão (pelo menos no primeiro tempo) e além disso o meu Mengão 4 x0 nos Colorados! Olha só nos Colorados! Tá certo que o Inter tinha alguns desfalques, mas e daí? É o Colorado gente! Ooooo,Oooo, o Imperador voltou! Saudações rubro-negras e até mais!

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Epitáfio - Titãs

Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer!

Devia ter me arriscado mais
E até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer.

Queria ter aceitado
as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria
E a dor que traz no coração.

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...

Devia ter complicado menos
E trabalhado menos
Ter visto o sol se por!

Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor...

Queria ter aceitado
a vida como ela é
A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...

Devia ter complicado menos
Trabalhado menos...
Ter visto o sol se por!

E vamos lá curtir nosso fim de semana!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Minas Uai!


Origens

Nasci em uma pequena cidade mineira. Sou a caçula e temporã em minha família.
Meus pais desde sempre se preocuparam muito com a minha educação e de meus irmãos. My brothers - assunto para outro dia. Eu tinha menos de um ano e a família toda se mudou para uma cidade maior, com melhores escolas e oportunidades para os "meninos".
Então eu não cresci com quintal, com cachorro de estimação, com passeios na praça e com amigos brincando na rua. Custei a aprender a andar de bicicleta - só podia andar nas férias nas visitas à casa de minha tia mais amada (cidade menor do que onde nasci). Nao soltei pipa, não brinquei de boizinho de chuchu nem de batata, não chupei manga no pé, não roubei goiaba e nem jabuticaba.
Não fiz um monte de coisa que meus irmãos fizeram e ficavam me fazendo inveja por causa disso. Mas fiz um monte de coisa legal... E, podem acreditar, não me falta nem um dedo por conta do que eu não fiz... Sou feliz, na maior parte do tempo...
Então é isso, outro dia conto mais...

Olá!

Aí gente resolvi encarar o desafio de ser bloggeira (essa palavra existe?). De vez em quando vou contar uns causos. Tomara que fique legal!